Notação Léxica

Português

Além das letras do alfabeto, servimos-nos, na língua escrita, de um certo número de sinais auxiliares, destinados a indicar a pronúncia exata da palavra. Esses sinais acessórios da escrita, chamamos notações léxicas, são os seguintes: Acento : O acento pode ser agudo (´), grave(`) e circunflexo (^) 1. O acento agudo é empregado para assinalar: a) as vogais tônicas fechadas i,u: aí, horrível, físico, baú, açúcar, lúgubre b) as vogais tônicas abertas e semi-abertas a, e, o: Há, amável, pálido, pé, tivésseis, exército, pó, herói, inóspito 2. O acento grave é empregado para indicar a crase da preposição a com a…

Ler mais

Os grandes grupos vegetais – Resumo

Existem dois grande grupos de plantas: 1. Fanerógamas: plantas com flores; 2. Criptógamas: plantas sem flores. Fanerógamas: Possuem o corpo dividido em raiz, caule e folhas. Podem ser divididas em dois grupos: a. Angiospermas: fanerógamas com frutos; b. Gimnospermas: fenerogamas sem frutos (semente nuas). ANGIOSPERMAS: podem ser divididas em duas classes: Dicotiledôneas e Monocotiledôneas. –Dicotiledôneas: Raízes ramificadas. O caule é um tronco. As folhas possuem pecíolo e nervuras ramificadas. As flores são organizadas à base dos números 2 ou 5, frutos apresentam 2 ou 5 lojas e as sementes, 2cotilédones. Exemplos: mangueira, feijoeiro, laranjeira. –Monocotiledôneas: Raizes fasciculadas (em cabeleira). O caule é estipe…

Ler mais

Resumo – Mamíferos

Mamíferos são animais que mamam quando pequenos, em glândulas mamárias que são desenvolvidas na fêmeas e atrofiados nos machos. Os mamíferos possuem pelos, unhas glândulas sebáceas e glândulassudoriparas na pele. São animais homeotermos, de respiração pulmonar, coração com 4 cavidades, diafragma separando tórax de abdômen; são vivíparos e possuem sentidos bem desenvolvidos. A maioria éterrestre, mas existem representantes aquáticos e até mesmo voadores. -Os que botam ovo– grupo pequeno, com 2 representantes: o ornitorrinco, que é aquático, e a equidna, que é terrestre. -os que possuem bolsa na barriga- são vivíparos, mas os filhotes nascem pouco desenvolvidos, terminando o seu desenvolvimento em uma bolsa (marsúpio) existente na barriga da mãe. Exemplo: cangurus e gambá. -Os…

Ler mais

As aves – Características

Coração As aves são os animais que possuem o mais volumoso coração, em comparação com o tamanho do corpo. O coração das aves possui 4 cavidades: 2 átrios e 2 ventrículos. Pelas cavidades do lado esquerdo passa sangue arterial e pelas cavidades do lado direito passa sangue venoso. Nas aves, o sangue arterial e ovenoso não se misturam. Temperatura As aves são animais homeotermos (de temperatura constante): a temperatura do corpo não acompanha as modificações da temperatura ambiente. Papo, moela, bico Muitos animais possuem dentes, que servem para reproduzir os alimentos a proções menores. Os dentes são importantes, principalmente quando o animal come alimentos sólidos e duros. As aves, no entanto, não possuem dentes e muitas…

Ler mais

As aves – Ciências

Adaptação ao voo As aves são vertebrados adaptados ao voo. Quase todas as suas características podem ser explicadas como favoráveis ao voo. Assim, por exemplo, as aves têm muito ar dentro do corpo, até mesmo dentro dos ossos, que são ocos, muito ar significa pouco peso, o que ajuda a voar. As aves possuem respiração pulmonar; seus pulmões comunicam-se com várias bolsas cheias de ar, chamadas sacos aéreos. Os sacos aéreos comunicam-se com os ossos, que são ocos. Assim, se pegarmos uma ave morta, cortarmos a ponta de uma asa e assoprarmos com um canudo na tranquéia dela, poderemos apagar um palito de fósforo (ou vela) situado à asa, em continuação ao…

Ler mais

Répteis – Resumo

Répteis são vertebrados que vivem rente ao chão, sem patas ou com patas curtas, todos pecilotermos, a maioria ovípara e de fecundação interna, coração com 2 átrios e 1 ventrículo. Os jacarés possuem o ventrículo quase completamente dividido em dois. As cobras venenosas são vivíparas. Existem 3 ordens de répteis: Escamosos, quelônios e Crocodilianos. Escamosos: Possuem escamas revestindo o corpo. Há escamosos com patas (lagartos) e sem patas (cobras). Quelônios: Possuem duas carapaças, com placas dérmicas. Vivem no mar (tartarugas), na água doce (cágados), ou na terra (jabutis). Crocodilianos: São os jacarés. Como os quelônios, possuem placas dérmicas. Os quilômios e os crocodilianos são protegidos por lei,…

Ler mais

Répteis e a nossa saúde

Alguns répteis, principalmente cágados e tartarugas, têm sido utilizados como alimento pelo homem. O mesmo tem acontecido com os ovos de tartarugas. Como uso na alimentação chegou a comprometer a existência desses animais, houve necessidade de proibição legal da sua captura. Hoje no Brasil, é proibido caçar tartarugas e cágados. O mesmo é válido para os jacarés. Embora também sejam utilizados como alimento, a principal causa do enorme ataque do homem aos jacarés é a comercialização da pele, de alto valor econômico. Quando à agressão direta dos répteis à saúde humana, ela é representada pela inoculação de veneno…

Ler mais

Os répteis – Ciências

Classificação dos répteis A classe dos répteis é formada por vertebrados que têm patas curtas ou que restejam pelo chão. Seu corpo é recoberto por escamas. Alguns répteis, como as cobras e os lagartos, possuem apenas escamas recobrindo o corpo: outros répteis, como o cágado e o jacaré, possuem também placas ósseas (dérmicas). Os répteis que possuem apenas escamas formam a ordem dos Escamosos. Os que possuem placas ósseas distribuem-se por duas ordens: Quelônios e Crocodilianos. Escamosos Embora as cobras e os lagartos sejam répteis que possuem escmas recobrindo o corpo, é muito fácil distingui-los: os lagartos possuem patas e as cobras não as possuem. Elas rastejam pelo chão. Cobras Venenosas e Não-Venenosas…

Ler mais

Classificação dos anfíbios

O sapo não possui cauda, e a salamandra possui. Esra caractéristica permitiu identificar duas ordens de anfíbios: –Anuros: anfíbios sem cauda (quando adultos). exemplo: sapos, pererecas e rãs. –Urodelos: anfíbios com cauda. exemplo: salamandras e tritões. As larvas dos urodelos não perdem a cauda durante a metamorfose. Uma outra diferença na metamorfose de urodelos e anuros é que nos urodelos aparecem primeiramente as patas diateiras. Curiosidade: Existe uma salamandra que nunca chega a ficar adulta na natureza. Ela permanece com brânquias externas e sem pulmões. Continua sempre um animal aquático. É possível, em laboratórios, provocar o complemento da metamorfose. Existe uma ordem de anfíbios sem patas, mesmo quando adultos. É a…

Ler mais

Anfíbios- Metamorfose e Reprodução

Quando os animais se reproduzem, formam filhotes parecidos com os pais. Um cachorrinho só pode parecer com um cachorro, do mesmo jeito que um jacarezinho parece com um jacaré adulto. O filho do sapo se chama girino, bem diferente do sapo adulto. Quando os filhotes nascem com formas diferentes da forma dos pais, dizemos que eles são larvas. Quando as larvas crescem, elas mudam de forma, ficando iguais ao animal adulto. Essa mudança de forma chama-se metamorfose. Muitos invertebrados sofrem metamorfose. Entre os vertebrados, a metamorfose é observar apenas em peixes e anfíbios. A larva de peixe chama-se alevino e a de anfíbio chama-se girino. Para a reprodução, o macho segura a fêmea e ambos liberam suas…

Ler mais