FAÇA A SUA PERGUNTA A RESPEITO DE QUALQUER DISCIPLINA ESCOLAR OU UNIVERSITÁRIA. ESTÁ DIFÍCIL FAZER O TRABALHO? ENTÃO PERGUNTE!

Enviar pergunta

Literatura de Informação

O conjunto dos principais textos escritos no Brasil, produzidos no período imediatamente posterior à chegada dos portugueses, em 1500, até o ano de 1601, é conhecido como ‘‘literatura de informação”, ‘‘textos de informação’‘ ou ‘primeiras manifestações literárias”, termo proposto pelo critico Antonio Cândido para se referir a essa produção do período formativo, anterior à constituição de uma literatura brasileira. São obras de reconhecimento e valorização da terra escrita por jesuítas, viajantes estrangeiros e colonizadores portugueses encarregados de enviar relatos sobre a nova terra ao rei de Portugal.

O marco inicial da literatura escrita pelo colonizador português é a Carta de Pero Vaz de Caminha. Logo depois da independência, em 1822, quando os intelectuais brasileiros procuravam símbolos para anacionalidade, esse documento passou a ser considerado a certidão de nascimento do Brasil. Nele, o escrivão da frota de Pedro Álvares Cabral relata o achamento do Brasil ao rei D. Manuel, exaltando as belezas naturais, a docilidade exótica das populações indígenas, o potencial mercantil da nova terra e sobretudo a possibilidade de expansão do crístianismo Em sentido abrangente, a carta é um modelo do tipo de crônica que se praticava na época. Gênero histórico associado ao Quinhentismo português, a crônica consistia num relato histórico, geralmente apresentado em ordem cronológica, produzido por escrítores contratados pelos reis.

É importante ter em mente que, nesse momento, o Brasil, não existia como nação autônoma. Não havia comunicação entre os povoados, escritores nativos ou leitores potenciais. A noção de literatura era inteiramente diversa daquele que se consolidaria a partir do Arcadismo, quando começa a surgir no país uma relação sistemática entre autor, obra e público, que caracterizam um sistema literário. Colônia portuguesa, o Brasil era um prolongamento da metrópole, e grande parte da produção do período circulou apenas em Portugal. Em alguns casos, os textos nem mesmo circulavam. Os poemas reunidos de Anchieta, por exemplo, foram publicados pelaprimeira vez em 1954 -quatro séculos depois de terem sido escritos!

Características gerais 

Concebidos em grande parte para o leitor europeu, os textos desse período têm caráter eminentemente informativo, documental ou religioso e aparecem em formas variadas: carta e informes em torno de condições da colônia, roteiros náuticos, relatos de naufrágios, descrições geográficas e sociaisdescrições da Natureza e dos povos nativos, autos para a catequese dos indígenas e até sob a forma de epopeias com assunto local. A curiosidade geográfica e humana, o desejo de conquista e o deslumbramento diante da paisagem exótica e exuberante do país são a tônica dos textos produzidos ao longo do século XVI.
Assim, a maioria das obras escritas no Brasil na época não foram feitas por brasileiros, mas sobra o Brasil por visitantes. Apenas dois autores na época podem ser considerados autores brasileiros: bento Teixeira, o primeiro poeta do Brasil, e José de Anchieta, iniciador do teatro brasileiro.

Pero Vaz de Caminha

Pero Vas de Caminha (1450- 1500) era o escrivão da esquadra de Pedro Álvares Cabral e o autor de ”Certidão de Nascimento” no Brasil. Em 1499, caminha foi nomeado escrivão da feitoria que Cabral fundaria nas Ídias. quando Cabral chegou ”acidentalmente ” no Brasil, foi caminha que escreveu ao rei de Portugal relatando a ”descoberta”. Do brasil Caminha partiu para Índias, onde morreu no final do mesmo ano nas lutas entre portugueses e muçulmanos. A Cara da Caminha ficou inédita por cerca de 300 anos, mas quando foi publicada, em 1817, ajudou a esclarecer várias questões sobre o descobrimento.

Bento Teixeira

Bento Teixeira (1560-1618) escreveu a primeira obra de literatura brasileira: Prosopopeia, inspirada em Os lusíadas, quando tinha apenas 20 anos. Apesar da natureza de Portugal, pode ser considerado umescritor brasileiro por que se mudou para cá ainda criança e escreveu no Brasil sobre o Brasil e para brasileiros.

José de Anchieta

O padre José de Anchieta (1534-1597) foi uma das grandes figuras do primeiro século da história do Brasil. Nascido nas ilhas Canárias, domínio espanhol, tinha parentesco com Inácio de Loiola. De saúde frágil e dedicado aos estudos, Anchieta tornou-se jesuítas aos 17 anos de idade e naquele mesmo ano partiu para o Brasil, no Brasil Anchieta criou o teatro brasileiro: autos para a catequese dos índios, Também fez poesia em latim e escreveu tratados sobre o Brasil.

Postado por Karen Alves
Compartilhar no facebook
Português

Deixar um comentário

Curta no face

Receba resumos pelo e-mail

Coloque aqui o seu endereço de e-mail e receba nele explicações e resumos de matérias: