Linguagem Literária e Não-Literária

Literatura é a arte da palavra. É a técnica de usar as palavras com criatividade e originalidade.
Na literatura, as palavras podem não ter o mesmo valor das palavras que utilizamos na vida diária. Em nosso cotidiano, as palavras têm um valor utilitário, ao passo que, se usadas no texto literário, adquirem valor artístico, podendo criar um mundo poético ou ficcional, por meio da maneira como são usadas.
artista da palavra pode nos retratar uma realidade objetiva ou, simplesmente, criar um mundo subjetivo, interpretando a realidade do seu modo. A realidade literária (a criação litrária) pode estar em desacordo com a realidade sensível, objetiva.
Segundo soares Amora, na literatura. ”O interessante não é apenas quem se exprime e o que se exprime, mas como se exprime”.
linguagem literária é conotativa, utiliza figuras (palavras de sentido figurado). Nela há a procupação com a escolha e a disposição das palavras, que acabam dando vida e beleza a um texto.
linguagem não-literária é objetiva, denotativa, preocupa-se em transmitir o conteúdo, utiliza a palavra em seu sentido próprio, sem preocupação artística.
O homem, através dos tempos, cria, aperfeiçoa e desenvolve objetos, conhecimentos e comportamentos sociais, os quais são transmitidos a outras gerações e constituem o que chamamos cultura.
A transmissão e a modificação da cultura só são possíveis graças a uma outra criação do homem: a língua.
literatura é a expressão máxima da cultura de um povo e é através da língua que ela, literatura se realiza.
literatura é tão, importante, porque é a expressão do ser humano e da vida, e porque retrata épocas, constumes e ideias.

Postado por Karen Alves

Deixar um comentário

Curta no face

Receba resumos pelo e-mail

Coloque aqui o seu endereço de e-mail e receba nele explicações e resumos de matérias: