Como usar a CRASE

crase é um fenômeno fonético que corresponde à união do a preposição com o artigo a, os pronomes demonstrativos a, aquele, aquela, aqueles, aquelas, e aquilo. Essa união é marcada por um acento grave: cheguei à frança./ Não dei importância àquilo.

1. Casos obrigatóros

a) Diante de nome feminino acompanhado de artigo: vou à bahia.
b) Diante de nomes de cidades e países personalizados: vou à Minas dos conjurados.
c) Diante de demostrativos começados por a: refero-me àquele homem.
d) Nas locuções formadas por nomes femininos: primeira rua à direita.
e) Diante de pronomes possessivos que se referem a substantivo oculto: falou a minha irmão e não à sua.
f) Diante de expressão indicativas de horas. cheguei às oito horas.
g) Diante de expressão à moda de, ainda que a palavra moda esteja subentendida.
Ele escreve à machado de Assis.

Observação: Antes de nomes próprios feminios ou de possessivos femininos, o uso do acento grave é opcional, já que, nesses casos, o emprego do artigo também é.

2. Uso impróprio da Crase

a) Diante de nomes masculinos.
b) Antes do verbo.
c)Antes de pronomes pessoais, inclusive os de tratamente. ( as únicas exceções são os pronomes senhora e senhorita)
d)Antes de nomes de cidades que se usam sem artigo definido.
e) Antes da palavra CASA quando significar lugar onde o falande mora. ( a menos que venham modificada )
f) Antes da palavra terra no sentido de chão firme. ( a menos que venha modificada)
g) Nas expressões de palavras repetidas gota a gota, frente a frente.

—-

Postado por Karen Alves

Um comentário para “Como usar a CRASE”

  1. Doutor Douglas Teixeira disse:

    Bote substantivos próprios com letra maíscula.

    Grato, Doutor Douglas.

Trackbacks/Pingbacks


Deixar um comentário

Curta no face

Receba resumos pelo e-mail

Coloque aqui o seu endereço de e-mail e receba nele explicações e resumos de matérias: