A Revolução Francesa

A Revolução Francesa foi responsável pela quebra dos privilégios do primeiro e do segundo estados, representados respectivamente pelo clero e pela nobreza. Estes dois estados eram dotados de vários privilégios . No entanto o terceiro estado era quem sustentava ou financiava os privilégios destes dois primeiros estados. Não tinham voz e nem garantias individuais que os elevassem a condição de cidadãos.

A França pré-Revolucionária

A França do período anterior a revolução era um país economicamente atrasado onde a maioria da população vivia no campo com uma estrutura praticamente Feudal. A situação era ainda mais grave quando comparada a Inglaterra sua principal rival que neste período já havia iniciado o seu processo de revolução Industrial, assim passava por um período de modernização.
Politicamente o país possuía ainda uma monarquia absolutista, onde o Rei Luiz XVI havia se tornado um verdadeiro tirano e a tempos havia deixado de convocar a assembléia dos estados gerais, uma especie de parlamento que funcionava com os três estados.
Novamente comparado a Inglaterra os franceses mais uma vez havia ficado para trás, pois a revolução inglesa ocorrida há décadas já havia implantado na Inglaterra uma monarquia que seguia as decisões do parlamento. A crise na França é acentuada depois que ela envia soldados para lutar ao lado dos Estados Unidos quando este estava em guerra contra a Inglaterra pela sua independência. Os custos por está participação foram altos demais o que enfraqueceu ainda mais a economia no país. A situação chegou ao seu estado critico depois que fatores naturais acabaram provocando um desabastecimento, levando o povo a se revoltar e protesto.

Postado por Karen Alves

Deixar um comentário

Curta no face

Receba resumos pelo e-mail

Coloque aqui o seu endereço de e-mail e receba nele explicações e resumos de matérias: