A crise na sucessão do trono português

História:

Com a morte de Don João VI, o imperador Don Pedro 1º deveria assumir o trono como seu sucessor imediato, no entanto muito antes deste acontecimento ele já havia abdicado do trono em favor de sua filha, dona Maria Da Glória, que era menor de idade e foi feito um acordo para que seu tio Don Miguel pudesse governar na condição de regente. Ocorrei porém que Don Miguel com o apoio de parti da aristocracia portuguesa que fazia oposição a Don Pedro, acabou tomando o trono português de Dona Maria da Glória e Don Pedro passou a lutar para reconquistar o trono para sua dinastia.
Enquanto isso no brasil, os representantes do partido português comandavam o país o que incomodava grande parte dos brasileiros que abusaram Don Pedro de se preocupar mais com os assuntos de Portugal do que com os problemas do Brasil e ainda se utilizar dos recursos financeira e militares do brasil, em favor de sua luta contra seu irmão.
A situação que já era critica acabou piorando depois do assassinato do jornalista Limero Badaro, que além de responsável por várias denuncias contra Don Pedro, ainda era um de seus principais opositores.
A crise o mais evidente quando em uma suas viagens está a Minas Gerias Don Pedro foi recebido pela população com cartazes com os dizeres assassinos, porque acreditavam que ele tinha envolvimento no atentado contra o Jornalista.
A notícia do ocorrido em Minas Gerais logo chegou ao Rio de Janeiro, Capital do império.Os portugueses que aqui viviam decidiram organizar os Brasileiros e acabou grande um conflito nas ruas do Rio de Janeiro que ficou conhecido como a noite das garrafadas. Como a situação havia chegado a um estado crítico Don Pedro decidiu então abdicar do trono Brasileiro em favor de seu filho que na ocasião tinha apenas Cinco anos de idade e passou a se dedicar a lutar contra seu irmão Don Miguel, Venceu a disputa e se tornou o Rei de Portugal. Enquanto isso o Brasil passou a viver uma nova etapa histórica, conhecida como período regencial que foi de 1830 – 1840.

Postado por Karen Alves

Um comentário para “A crise na sucessão do trono português”

  1. Letícia disse:

    Revejam o texto… Está com erros ortográficos.

Trackbacks/Pingbacks


Deixar um comentário

Curta no face

Receba resumos pelo e-mail

Coloque aqui o seu endereço de e-mail e receba nele explicações e resumos de matérias: